Start: Um patins elétrico japonês com DNA brasileiro

Start: Um patins elétrico japonês com DNA brasileiro

Uma boa ideia pode virar realidade em qualquer lugar do mundo, como a gente pode conferir na história do Daniel Souza, um brasileiro que decidiu criar uma marca de patins elétrico no Japão.

Ele teve a ideia do Thundrblade após mudar para o outro lado do mundo e perceber que, mesmo trocando o carro por uma bicicleta, ainda apareciam algumas dificuldades na rotina. Onde guardar, como manter em segurança e o espaço para usar foram algumas das perguntas que levaram o brasileiro a seguir um caminho diferente e criar um patins elétrico.

O Thundrblade funciona a baterias, mas pode ser usado como um patins inline comum quando está desligado ou sem carga. Mas é a eletricidade que torna ele realmente divertido. Com um controle manual, é possível acelerar ou reduzir a velocidade. E não é pouca coisa: ele alcança até 40 km/h!

Patins elétrico de autonomia

Dá pra rodar por 12 km em modo 100% elétrico ou por 48 km no modo assistido (com o usuário ajudando nas passadas). “Se você puder criar um dispositivo que torna a vida de todo mundo melhor, porque você não faria isso?”, questiona Daniel ao explicar o que é inovação pra ele.

Tem mais informações no site oficial, www.thundrblade.com. Conheça mais do Thundrblade neste episódio de Start: